Câmara de Blumenau continua sem ter uma vereadora

Plenário da Câmara Municipal de Blumenau (Arquivo/CâmaraBlu)
Plenário da Câmara Municipal de Blumenau (Arquivo/CâmaraBlu)

Apesar do eleitor ter selecionado dois terços de novos vereadores neste domingo (02), a Câmara Municipal vai continuar sem nenhuma mulher como titular para os próximos quatro anos em Blumenau.


A professora Helenice Luchetta (PSDB) foi a mulher mais votada, mas ficou somente na 30ª colocação. Mesmo tendo sido candidata na última eleição, onde recebeu 2.276 votos, e secretária de Educação na atual gestão, recebeu somente 2017 votos.

Em comparação com o candidato mais votado, Marcos da Rosa (DEM) com 5.571, recebeu apenas 36,2% dos votos. Já em comparação com o menos votado e eleito, Ailton de Souza (PR) com 2.279, recebeu 88,5%.

Em um vídeo postado no Facebook, a candidata agradeceu aos votos e parabenizou os eleitos. “Me considero vitoriosa por ter sido a mulher mais votada”.

Helenice foi a única candidata com mais de dois mil votos. Outra que teve votação relevante foi a professora Dinorah (PV), com 1.484, e que ficou na 41ª posição. Outras representantes femininas ficaram abaixo de mil votos.

Queda de votos

A candidata Evelin Huscher (PT), que foi suplente no último pleito e chegou a assumir a vereança, teve uma queda drástica no número de votos. Em 2012 foram 2.052, mas neste domingo ela recebeu apenas 585 votos, uma queda de 350%.

Em uma rede social, a Evelin lamentou o resultado. “Estou triste, mas agradeço a todos que acreditaram em meu projeto e votaram em mim. Mas o que mais me deixa decepcionada é que novamente Blumenau não elegeu nenhuma mulher, perdendo a oportunidade de enriquecer e diversificar o debate sobre a cidade e as pessoas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here